O Serviço de Atendimento ao Cliente nos EUA

Oi Pessoas! Aqui é o Uka.

Gostaria de dividir com vocês um pouco da minha experiência com o serviço de atendimento ao cliente nos EUA. Muito diferente do Brasil, o atendimento ao cliente aqui é coisa séria e muito respeitosa.

Tive algumas experiências aqui fazendo queixas (por email) para o site das empresas dos produtos e sempre fui respondido prontamente, dentro de um dia pelo menos. Sempre muito atenciosos e solícitos ao cliente tentando sempre resolver o seu problema, para que no final a sua satisfação seja garantida.

A maioria dos produtos são relacionados à música, já que sou músico. O primeiro foi dois pares de headphones da marca KOSS. Dois deles pararam de funcionar o lado esquerdo. Um dos headphones inclusive, eu nem tinha mais a nota fiscal, mas como eu tinha a nota de um deles e estava insatisfeito com o produto, eles me enviaram se nenhum custo os dois headphones. Nesse caso, tive que só enviar os dois pares com defeito para eles averiguarem o problema.

A segunda experiência foi uma bag de pratos da marca ZILDJIAN que tem a forma de uma mochila. Por email, enviei uma foto do produto que estava rasgando. Falei que não carregava tanto peso assim e que não em muito tempo começou a rasgar. Precisei só enviar o produto de volta para eles com a nota fiscal e poucos dias depois recebi um novo produto sem nenhum custo.

A mais recente experiência foi a que fiquei mais surpreso. Eu tinha um par de vassourinhas da marca Vic Firth que tinha comprado a muitos anos ainda no Brasil. Ela tinha derretido uma borracha por dentro. Enfim, descomprometidamente, tirei uma foto do produto em minhas mãos e enviei um email para o serviço ao consumidor, relatando que o produto tinha apresentado esse problema e se existia alguma garantia. Expliquei que infelizmente não possuia mais a nota fiscal. Minutos depois, recebi um email de volta deles, me dizendo que esse produto já era de vários anos atrás, mas se eu não estava satisfeito com o produto, eles poderiam me enviar um novo sem qualquer ônus.

photo (2)

Esse email foi enviado na sexta-feira, na segunda-feira um amigo avisou que já tinha chegado um pacote para mim, onde recebo minhas encomendas.

Bem, tudo isso é muito diferente do que já passei no Brasil. Se vamos reclamar de algum problema em um produto, eu sempre ouvia: “Senhor, infelizmente não podemos fazer nada”. Bom, pelo menos essa são minhas experiências no Brasil. Sem falar que aqui, você compra qualquer produto e tem sim o direito de devolver sem ter que dar nenhuma satisfação. E isso é independente de você morar ou não aqui.

Na loja Best Buy, quando não consigo usar um coupon qualquer enviado por email pela loja. Eu chego em casa, ligo para o serviço de atendimento ao cliente, falo que não conseguir usar o tal coupon, eles prontamente me enviam $10 ou $5 dólares pela inconveniência.

Essas são algumas das minhas experiências aqui em relação ao atendimento ao cliente, eles sendo sempre gentis, educados e dispostos a sanar o seu problema. Infelizmente, venho de um país que esse setor não tem nenhum respeito ao consumidor, a resposta ao consumidor brasileiro é sempre, em outras palavras, “comprou porque quis”.

Se muitos brasileiros adoram tanto copiar americanos, isso seria um coisa bacana de ser copiada.

Dica de Compra: IKEA em Nova York

Red-Hook-Ikea-Solar-Power-1-537x358

(Fonte: google.com)

 

Olá Pessoal!

Hoje cedo assisti a este vídeo de um pai que tinha a missão de construir a cama mais legal do mundo para o filho e, CLARO, ele escolheu o material da IKEA para construir.

Para que eu não esqueça, segue o link do vídeo (eu adorei a cama do menino. Se ele não gostou, vou pedir para mandar para mim que estou super aceitando…rs):

http://www.todaysparent.com/blogs/tp-loves/his-son-didnt-want-a-big-boy-bed-so-this-dad-built-him-the-coolest-bed-ever/

A partir daí, tive a idéia de escrever um post sobre uma loja que eu adoro e do qual eu vejo pouca divulgação entre os turistas brasileiros: a IKEA. Para quem é fanático pela série FRIENDS, no episódio onde a Rachel vai fazer massagem e encontra a Phoebe como massagista, o nome IKEA é por causa da loja ❤ Para relembrar o episódio, segue o link:

Eu sugiro a ida a esta loja para aquelas pessoas que JÁ CONHECEM NY e/ou para aquelas pessoas que vão casar e querem comprar produtos baratos para a sua casa 😉

Meu apê é constituído de, pelo menos uns 50% de coisas da IKEA. Prometo que venho no fim de semana atualizar o post com as fotos dos produtos que eu tenho aqui em casa!

Vamos lá então para os meus comentários sobre a IKEA. Ela é uma loja de móveis sueca, que tem como objetivo vender móveis fáceis de montar e que caibam em locais pequenos 🙂 Na verdade, não é assim que eles se definem, mas é assim que eu os vejo…rs

A loja de NY fica no Brooklyn (em Red Hook) e o acesso pode ser de carro, barco (essa é a forma que eu mais gosto de utilizar) e metrô (eles disponibilizam um shuttle no metrô para facilitar a vida dos clientes).

A loja é ENORME e tem de um tudo para casa. O que eu mais adoro é ver os stands (não lembro se essa é a palavra certa em português), onde eles dão sugestões para montar quarto, sala, banheiro, cozinha, etc. Eu adoro passar hoooooras nessa loja vasculhando tudo. Eles mudam esses stands DUAS vezes ao ano, mas não vou mentir que posso ir várias vezes no mesmo stand e sempre achar coisas novas (ou melhor, coisas que eu não havia percebido em outras visitas).

Claro que depois de andar por aquela loja gigante dá uma fome na gente e nós SEMPRE fazemos uma refeição por lá. Você pode comer no restaurante deles que fica no primeiro andar ou fazer um lanchinho na lanchonete que fica no térreo. Vale ressaltar que o preço das refeições é ótimo e é possível, dependendo de onde você sentar, ficar apreciando a estátua da liberdade ❤ Caso você tenha gostado de algo em especial, eles possuem uma lojinha no térreo que vende comida sueca. Eu sempre trago para casa os chocolates (a barra custa U$1.00) e alguma bolachinha diferente.

A IKEA fica super lotada de final de semana (pois muita gente vai só para almoçar lá) e, por causa disso, eu sugiro uma visita durante a semana.

As minhas clientes do amiga de aluguel que já foram lá comigo AMARAM! (pelo menos foi o que elas me disseram 🙂 ).

Para saber mais informações sobre a loja, é só ir até http://www.ikea.com. Lá você pode escolher a loja que fica no país no qual você irá visitar. Para NY, escolha BROOKLYN.

E vocês, já conhecem essa loja? Gostam? Não? Deixem aqui o seu comentário.

Vejo vocês no próximo post! Byeeeeeee

 

Target: o Walmart de NY

2000px-Target_logo.svg

 

Olá Pessoal!

Eu sei que muita gente chega em NY com a idéia de que existe um Walmart na cidade, mas…NÃO! NÃO EXISTE! O Walmart mais perto fica em New Jersey. É difícil chegar lá? Não, mas existe uma outra opção que, na minha opinião, parece ser muito mais viável 😉

Apresento-lhes a TARGET!!!!

Vou começar pelo link da loja para não esquecer: http://www.target.com. Fácil, né?

As lojas que eu acredito serem as mais acessíveis são a da HARLEM, que fica no 517 E 117th Street e a do QUEENS PLACE, que fica no 8801 Queens Boulevard, Elmhurst (esta última é a loja que eu frequento). Para quem hospeda-se conosco, esta loja do Queens será a sua loja também…rs

A Target é uma loja grande, nos moldes do Walmart e que vende de tudo o que você possa imaginar 🙂 O preço dela é muuuuuito semelhante ao do Walmart e, não é raro você encontrar produtos com diferença de apenas 1 centavo a mais na Target.

Não vou me estender muito nesse post, mas vou dar as minhas CINCO dicas de compras em relação a essa loja:

1) Tudo o que eu posso eu compro online e faço o chamado STORE PICK UP. Como funciona isso? Coloque o produto que você quer no seu carrinho virtual. Caso não seja possível isso, verifique se abaixo do link ADD CART existe a opção de STORE PICK UP. Caso exista, coloque o zip code de onde você estará (o nosso aqui é 11103 – pode usar esse que dará as opções de buscar o produto naquelas lojas citadas acima – do HARLEM e do QUEENS). Quando é colocada essa opção, o pagamento é feito ONLINE e a pessoa só vai buscar o produto. É preciso esperar pelo e-mail de confirmação e o store pick up pode ser feito por uma pessoa diferente (ou seja, não a dona do cartão usado para pagar as compras).

Esse serviço de store pick up é muito usado pela minha família e nós nunca tivemos nenhum problema com a Target quanto a isso.

Ah, um detalhe: o cartão de crédito só será descontado quando o produto for retirado. E caso seja comprado algo que não esteja disponível em estoque, a Target manda um e-mail com a opção de mandar pelo correio, colocar para pegar em outra loja ou cancelar. Também é possível colocar, numa mesma compra, para retirar os produtos em Targets diferentes (já fiz isso e funcionou).

2) A Target trabalha com o sistema de PRICE MATCH. Eu particularmente nunca usei com sites de outras lojas, mas já usei esse serviço comparando os preços com o próprio site deles. E olha, a economia pode ser bem grande. Vou dar um exemplo: uma vez fui comprar um jogo para o meu filho que na loja custava U$49.00 e no site deles estava por U$19.00. É preciso levar o produto até o CUSTOMER SERVICE e mostrar o site com o preço (pode mostrar no seu celular). É rápido e sem complicações.

3) Sempre cheque os valores dos produtos nas máquinas de checar o preço espalhadas pela loja. Já tive ÓTIMAS surpresas (descontos fantásticos porque os funcionários erraram na hora de colocar os tags nas prateleiras). É preciso levar o produto com o preço errado lá no CUSTOMER SERVICE e mostrar o tag.

4) Se possível, deixe para ir a Target em dia de semana (segunda a quinta) e na parte da manhã e tarde. A loja do Queens abre as 8:00a.m e fecha a meia-noite.

5) Online é possível pegar vários cupons para serem usados na loja. Imprima e traga com você. Não esqueça de checar o prazo de validade deles!

Para chegar a loja do QUEENS: pegue o metrô M ou R sentido Queens e desça na GRAND AVE- NEWTON. Ande dois quarteirões e você verá a loja. Caso se perca, é só perguntar na rua, pois ali todo mundo conhece a loja. Essa Target fica dentro de um shopping, que tem no subsolo a loja da DSW (loja de sapatos e bolsas), Red Lobster (restaurante ótimo, preço ótimo e comida boa – é filial do Red Lobster da Times Square), a Best Buy e o OUTBACK (esse dispensa comentários, né?!).

Caso compre algo e precise devolver, o processo também é feito de forma rápida. Só fique atento para o caso de ganhar algum gift card junto com a compra: nesse caso, é preciso devolvê-lo junto com o produto 😉

E você, já visitou alguma TARGET? O que achou? Deixe aqui seu comentário!

Dicas de Como Fazer Compras em NY

A-woman-carrying-several--006

 

 

Olá pessoal!

Uma questão que sempre me deixa pensativa é: como os brasileiros que chegam em NY podem perder tantas horas dentro de lojas e deixar o turismo para segundo plano?!

Eu sei que os preços são muito diferentes do Brasil e que geralmente esses turistas chegam não só com a lista deles, mas de amigos, familiares, vizinhos, conhecidos, etc. Eu sei de tudo isso, MASSSS, ainda sim, acho que o tempo destas pessoas poderia ser mais bem aproveitado.

Segue aqui as minhas dicas de compras em NY (o post é longo, mas vale a pena ler até o final):

–   Tenha em mente que nem todas as lojas físicas possuem um vasto estoque na loja e, você pode voltar para casa com as mãos abanando.

–   Se você vem para NY e tem algo que você queira muito comprar, sugiro que compre ONLINE. Eu só compro na loja quando eu realmente preciso de algo para ONTEM e, depois de pesquisar muito o preço online. Veja como economizar o envio (shipping). Se for possível, coloque na opção STORE PICK UP (onde é possível você ir buscar no mesmo dia) ou, ainda, no envio para a loja (ship to store).

–   Faça uma lista de todos os produtos que você pretende comprar. Isso otimizará a sua busca pelo produto (seja online ou na loja física).

–   Não deixe de checar a numeração de roupa e sapato AINDA NO BRASIL. Se for o caso, imprima uma tabela e coloque na sua bolsa. Nem todas as lojas possuem a tabela exposta e/ou nem todos os vendedores sabem a conversão de tamanho.

–   Não se esqueça do imposto cobrado aqui em NY: 8.875% em cima do valor da etiqueta.

–   Caso esteja na loja, SEMPRE cheque o valor dos seus produtos nas máquinas disponíveis. Já descobri verdadeiras barganhas fazendo isso (eu sei que demora, mas vale a pena checar).

–   Não deixe de pedir desconto…mas se a pessoa disser que não pode dar, NÃO INSISTA. Aqui não é como no Brasil que a pessoa muda de idéia. Isso pode causar um certo desconforto na caixa que está te atendendo.

–   No momento de pagar pelos seus produtos, verifique se está tudo dentro da sacola e se os preços conferem com o que você havia visto. Caso não estejam, reclame na hora ou volte na loja no dia seguinte. Caso a caixa não resolva, chame o gerente (manager).

–   A maioria dos produtos possuem pelo menos 15 dias para devolução, com exceção de alguns itens em liquidação (caso o produto não possa ser devolvido, estará claro isso na nota fiscal e/ou a caixa avisará na hora que entregar a nota). Se você estiver insatisfeito com a sua compra, devolva o produto (aqui não vão ficar questionando o motivo da devolução).

–   A grande maioria dos produtos que são comprados ONLINE podem ser devolvidos na loja ou trocados por um tamanho menor/maior (até se não gostar da cor você pode ir lá trocar).

–   PELO AMOR DE DEUS, quando fizer pesquisa online (para comprar o produto na loja), cheque o site AMERICANO na hora de escolher/comprar algo, pois o vendedor aqui não faz milagre de FABRICAR produtos para você. Já vi muito brasileiro destratar vendedor porque o produto não estava disponível na loja.

–   Caso goste de algum produto, COMPRE ou segure com você (se possível). Já tive cliente que por 5 minutos ficou sem o produto desejado.

–   Não se acanhe em usar CUPONS. Essa prática já faz parte da cultura americana (tem até programa de tv sobre isso). Muitas lojas oferecem os cupons que podem ser encontrados online se você fizer o SIGN UP no site deles. Uma vez que você se inscreva no site, deverá receber vários cupons (sugiro que faça o sign up usando um endereço de e-mail que não seja o seu e-mail primário).

– Opte por fazer as suas compras em lojas grandes e/ou conhecidas. FUJA das lojinhas pequenas da quinta avenida (aquelas que tem uma vitrine com um monte de coisa a mostra: computador, câmera, etc). SEMPRE tem reclamação de que elas são pegadinhas para turista 😦

– Leve uma mala de rodinha se for fazer compras (aqui ninguém passa vergonha puxando mala) 😉

No mais…VOLTE PARA O BRASIL COM A MALA LOTADA 🙂

 

(post atualizado dia 28 de março de 2015)