O-1A: O Visto para Habilidades Extraordinárias no Campo da Ciência e Educação

7FLAG.70385.JPG

Fonte: http://www.mercatornet.com

 

Olá Pessoal!

Como vocês já leram em outros posts publicados no blog, o meu marido possui o visto O-1 e eu possuía o O-3. Digo possuía porque no ano passado eu troquei meu visto para o O-1A 🙂

Como foi a primeira aplicação para o visto, eu vou contar como foi o processo comigo, mas não tenho tanta experiência com este visto especifico para a área da Ciência/Educação (que é a minha – sou psicóloga clínica). Lembrando que este visto também serve para atletas e pessoas da área de business.

O processo foi feito com o mesmo advogado que fez o O-1 do Uka e, para falar a verdade, ele não estava muito seguro com o meu caso, pois NUNCA havia feito o processo para um psicólogo. Depois que entreguei todos os documentos para ele, ele solicitou que uma pessoa, que trabalha na imigração (ou já trabalhou, não sei), fizesse uma avaliação do meu material e, para a surpresa dele, disseram que o meu caso era forte e que as chances de ser recusado eram mínimas.

Com isso em mente (e com a pressão da minha chefe, que estava assinando como minha empregadora), optamos por fazer o processo PREMIUM, no qual o material é visto e o resultado sai em 15 dias. No meu caso, saiu em 1 semana. Não pediram NADA extra para o meu caso, ou seja, a imigração se contentou com os documentos submetidos.

Ao contrário do O-1 para músico, não precisei mandar itinerário. Foi colocado que eu trabalharia em um consultório, para esta empresa, que já emprega 4 americanos e que eu ganharia um salário bem decente 😉

Neste post, vou escrever o que eles pedem, em geral, e em posts posteriores, vou detalhar como eu fiz para provar as categorias na qual eu preenchia os critérios.

Se eu tivesse recebido algum prêmio grande internacional, como o NOBEL, só ele já me daria o visto. Como este não foi o caso 🙂 , era preciso preencher, pelo menos, 3 critérios desta lista abaixo:

  • Ter recebido prêmio(s), nacional ou internacional, de grande reconhecimento, pela sua excelência, no seu campo de atuação;
  • Fazer parte de associações no qual, para fazer parte, exija expertise do indivíduo (ou seja, não só pagar para fazer parte);
  • Publicação de material em revista científica ou revistas/jornais/mídia falando sobre o indivíduo ou sobre o trabalho dele.
  • Contribuições de grande significância no campo de atuação, com produção original.
  • Autoria de artigos em revistas científicas ou outros importantes meios de comunicação no seu campo de atuação.
  • Um salário alto ou outra remuneração por serviços (é preciso apresentar contratos ou outras evidências para este item)
  • Participação em um júri, ou individualmente, como avaliador do trabalho de outros, no mesmo campo de atuação ou em um campo de especialização aliado ao seu campo (no meu caso, eu já fui avaliadora no meu campo e no campo da psiquiatria)
  • Emprego em lugares com distinta reputação.

Atenção: se estes critérios acima não se aplicam exatamente a ocupação do aplicante, é possível mandar evidência comparável para que se possa estabelecer a elegibilidade dele.

Nos próximos posts, vou explicar como eu preparei a minha documentação para cada um dos ítens exigidos.

Perguntas podem ser feitas no próprio blog e serão respondidas aqui. Não respondo mensagens por e-mail e nem na nossa página no Facebook.

 

Vejo vocês no próximo post! Byyyeeeeee

 

http://www.facebook.com/viajantesemmala

http://www.instagram.com/viajantesemmala (@viajantesemmala)

 

Advertisements

Visto O-1: Valores dos Advogados em NY

dhsLogo

Olá Pessoal!

Essa é uma questão que vez ou outra aparece entre aquelas pessoas interessadas em darem entrada no processo de visto O-1: será que eu preciso de um advogado para fazer o processo?

Minha resposta é SIM!

Não sou advogada, paralegal e nem trabalho na área; portanto, minha opinião é de quem já entrou com um processo e duas renovações desse visto (inclusive a última foi em dezembro de 2015).

Esse visto é um visto muito complicado, pois requer mandar muitas evidências (papéis) para embasar o processo. E não é apenas a coleta de papéis: é preciso preencher formulários e preparar o caso.

Por isso, a minha sugestão é sempre procurar um advogado ESPECIALIZADO nesse visto, que é um profissional que já está acostumado com todo o processo.

E, para isso, é preciso colocar a mão no bolso 😉

Em novembro do ano passado fizemos uma vasta busca entre bons profissionais aqui em NY e a maioria está cobrando entre 4 mil (quando o processo é fácil e a imigração não pede mais documentação) e 5 mil (a maioria pede esse valor). E esse valor é apenas dos HONORÁRIOS do advogado, SEM CONTAR as taxas da imigração.

Eu sei que é muita grana (acabamos de passar por esse processo, lembra?), mas pelo menos, temos a garantia de que, com um bom profissional por trás do processo, não vamos perder nosso tempo e nem o dinheiro pago para a imigração.

Andei lendo pela internet que o responsável pelo pagamento do visto O-1 é o contratante, mas eu particularmente nunca conheci ninguém que NÃO TENHA sido responsável financeiramente pelo seu processo.

Já ouvi falar também de UMA pessoa que fez o processo sem advogado e conseguiu. Contudo, essa pessoa era super famosa no Brasil e tinha muita documentação para provar.

A imigração teve um aumento significativo no número de pedidos do visto O-1 e, este ano, desde que estamos com este visto (2009) NUNCA demorou tanto para obtermos a resposta. Isso porque, como o visto H-1B costuma chegar ao limite de suas aplicações, alguns empregadores perceberam que é mais fácil aplicar para o visto O-1, que pode ser aplicado em QUALQUER época do ano (diferente do H-1B) e possui um número ILIMITADO de vagas.

A boa notícia que eu li é que 95% dos casos enviados por advogados são aceitos \o/

Não sei informar sobre o valor dos honorários de advogados de outros estados, mas eu acho que sempre vale a pena pesquisar (se você não precisar fazer o processo por um específico estado). A única coisa importante é que este profissional seja ESPECIALIZADO no visto, pois é muita grana para ser investida em alguém que mal sabe o que está fazendo 😉

Vejo vocês no próximo post! Byyyeeeeee

Follow us on FACEBOOK: http://www.facebook.com/viajantesemmala.com

Flollow us on INSTAGRAM: @viajantesemmala

Cartas de Recomendação Para o Visto O-1

dhsLogo

Olá Pessoal!

Essa é uma pergunta que geralmente a gente recebe por e-mail e, que para facilitar a vida de vocês, decidimos postar a resposta aqui no site.

Existe algum formato para estas cartas do visto O-1? Existe SIM e eu vou contar agora para vocês. Porém, já aviso de antemão que assinamos um contrato com o advogado que faz o nosso visto e, nele, nos comprometemos a não dividir nossas cartas com NINGUÉM 😦 (mas ele não disse que nós não poderíamos COMENTAR sobre elas…rs).

A carta de recomendação para este visto deverá ser a melhor carta de recomendação da sua vida 🙂 E para isso, é preciso primeiramente escolher BEM quem vai escrever a tal carta.

É preciso que a pessoa que está escrevendo a carta conheça o seu trabalho (já que vai falar dele) e que ELA também seja boa no ramo. Não adianta pedir para pai, mãe, irmãos, vizinhos escreverem uma carta falando o quanto você é bom: é preciso que seja alguém da sua área e que tenha um ótimo currículo, pois um ou dois parágrafos são para falar (resumidamente) sobre a formação da pessoa que está escrevendo a carta. Por exemplo: “meu nome é ???, eu sou ???, já fiz isso e aquilo, etc.

Eu sei que brasileiro tem problema com esse tipo de carta: falar muito bem de alguém parece uma coisa meio “espalhafatosa”, de gente que quer “se mostrar”. Esse é o NOSSO pensamento. Aqui não é assim e muito menos esta carta deve ser.

Lembre-se que esta carta está sendo endereçada para um agente imigratório que vai decidir se você possui ou não habilidade extraordinária, não só pelo que ele vê dos seus documentos, mas também a partir do que ele LÊ nas cartas de recomendação.

Características do aplicante (é trabalhador, é gentil, etc) NÃO serve para este tipo de carta. Tenha em mente que eles querem saber se você será um bom “pagador de impostos” e eles estão interessados em saber sobre sua vida PROFISSIONAL e não em sua personalidade.

É preciso que, na carta, esteja explicito todos os prêmios que você ganhou enquanto PROFISSIONAL, tudo o que você conquistou enquanto PROFISSIONAL. Você pode ter sido o melhor aluno a sua vida INTEIRA e isso NÃO CONTA NADA para eles. Portanto, nada de citar sua vida de estudante aqui.

Procure usar adjetivos como UNIQUE, EXCELLENT, TOP IN THE FIELD, EXTRAORDINARY e seus sinônimos. NADA DE FALAR que você tem potencial, por exemplo, pois isso significa que você ainda não está no topo da sua profissão.

A carta não precisa ser muito longa, mas precisa ser bem escrita e convincente.

O nosso advogado nos forneceu uma lista de amostras de cartas para sabermos a estrutura delas. Isso ajudou muito, pois cada campo de atuação possui algumas especificidades que deverão constar na carta. É possível encontrar alguns modelos de cartas no google.

É por essas e outras que eu sempre recomendo as pessoas a procurarem um advogado (ou um paralegal) para ajudar com esse visto. E acredito que a maior ajuda de um advogado é principalmente em relação a essas cartas e a como montar o seu caso para a imigração.

Espero ter ajudado e, quem quiser adicionar mais alguma informação, por favor, não deixe de usar os comentários.

Ah, e se gostou do post, pode curti-lo ❤

Visto O-1

foto para o O-1

Umas das primeiras coisas que a gente aprende quando se muda para a América é não perguntar o status imigratório de ninguém, já que algumas pessoas vivem ilegalmente no país, mas essa ainda sim é uma das perguntas que eu mais recebo na minha página do facebook…rs. Há várias maneiras de se viver LEGALMENTE no país e são vários os vistos para isso: por exemplo, visto F-1, J-1 e H-1B (esses são os mais comuns). Eu mesma quando cheguei em 2007 possuía um visto F-1 (visto de estudante). Em 2009, eu e meu marido mudamos o nosso status imigratório: do visto F-1 eu troquei pelo visto O-3 e é com ele que eu tenho vivido aqui desde 2009 (já foi renovado 1 vez). Eu sei que muita gente não conhece este tipo de visto e, por isso, vou explicá-lo brevemente aqui:

O que é o visto O-1?

Este tipo de visto é expedido para quem possui habilidades extraordinárias, ou seja, uma pessoa que se destaca em seu campo de atuação. Pode ser na área de artes, esportes ou mesma na área médica/científica. É considerado um visto de trabalho.

O que é o visto O-3?

É o visto que é dado aos dependentes dos portadores do visto O-1 (cônjuge, filhos)

Qual a duração do visto?

A imigração dá 3 anos a partir do dia do envio dos papéis, ou seja, enquanto a pessoa espera pela resposta, o tempo do visto já está contando 😦

Quem pode pedir este tipo de visto?

Pessoas que possam comprovar que se destacam em sua área de atuação.

Que tipo de “evidência” é preciso enviar para a imigração?

Todo tipo de documento que comprove suas HABILIDADES EXTRAORDINÁRIAS. No caso do meu marido que é músico, ele enviou todos os recortes de jornal, revistas, material já publicado na internet, capas de discos e dvds, cópias de contratos, prêmios conquistados, nominações para prêmios, etc. Por fim, a pasta dele de papéis continha mais de 250 páginas. É preciso mostrar uma agenda de 3 anos de atividade, com atividades ocorrendo principalmente nos EUA. É preciso também de um sponsor para assinar os papéis. No caso do meu marido o sponsor foi um agente que trabalha no meio artístico. Pode ser até um advogado que trabalhe no meio (a pessoa tem que ser nativo ou ter o green card). Fizemos todo o processo com um advogado, o que acredito que ajudou muito. Já vi muita gente mandar os papéis por conta própria e não ter o visto aprovado. Ah, também é preciso cartas de referência. O advogado pediu VINTE. A imigração pode aprovar os papéis de uma vez ou mandar uma lista de exigências adicionais para analisar e dar o seu parecer final. Na primeira vez que mandamos os papéis, foram pedidas 2 coisas adicionais: que meu marido comprovasse que ele era quem ele estava falando, já que o nome dele no passaporte é diferente do nome artístico. Também pediram para que enviássemos três cartas de recomendação de artistas conhecidos nos EUA. Quando fomos renovar o visto, não foi pedido nada adicional.

Para o processo desse visto, eu realmente acho imprescindível a presença de um advogado experiente na área, pois este não é um visto fácil de conseguir, é repleto de detalhes (inclusive a forma como os documentos são dispostos na pasta que é enviada para a imigração) e, sem ele, acho que seria mais difícil a sua aprovação. Esse não é um visto muito divulgado e, mesmo no Consulado Americano no Brasil, há funcionários que nunca expediram esse tipo de visto. Quando eu entrei nos EUA com este visto, na imigração do aeroporto o agente imigratório me disse que aquela era a primeira vez que ele via aquele visto.

PARTE INCONVENIENTE DO VISTO O-1: devido a um tratado de reciprocidade dos EUA com o Brasil (sim, a culpa é do Brasil), apesar de termos um documento da imigração atestando que podemos morar aqui por 3 anos, o visto no passaporte só vale por TRÊS MESES. Isso significa que TODAS AS VEZES QUE SAIRMOS DOS EUA (mesmo que seja para uma viagem para o Canadá, que é aqui do lado), caso o visto tenha expirado, precisamos levar os papéis da imigração até um consulado ou embaixada e pedirmos um visto novo. Isso significa que temos que pagar TODO O PROCESSO DO VISTO NOVAMENTE para expedir um novo. É um saco isso, pois há consulados que nunca expediram o visto O-1 e já ouvimos casos de amigos que precisaram ir para outro país (diferente do que estavam) para solicitar um visto, pois onde estavam tinha sido negado. Outro detalhe: mesmo seus documentos tendo sido aprovados pela imigração aqui, AINDA SIM você pode ter o visto recusado quando for ao Consulado. Eu sei, parece ridículo o próprio consulado ir contra a decisão do próprio governo, mas pode acontecer.

Foto tirada do visto do Uka

IMG_2646

Para maiores informações, é só acessar esse link: http://www.uscis.gov/working-united-states/temporary-workers/o-1-individuals-extraordinary-ability-or-achievement/o-1-visa-individuals-extraordinary-ability-or-achievement

POR FAVOR, TODAS AS PERGUNTAS DEVEM SER DEIXADAS AQUI NO POST E NÃO MANDADAS PARA O NOSSO E-MAIL.

E você, conhecia esse tipo de visto? Deixe aqui seu comentário 😉

Se gostou do post, não deixem de curti-lo😉

Vejo vocês no próximo post! Byyeeeeee

Follow us on FACEBOOK: http://www.facebook.com/viajantesemmala

Follow us on INSTAGRAM: @viajantesemmala

Follow us on TWITTER: @Viajantesemmala