O Que As Muambeiras Mais Levam Para O Brasil?

Olá Pessoal!!!

Essa é uma pergunta que com certa frequência eu costumo responder na nossa página do facebook: o que as pessoas mais compram aqui em NY para vender no Brasil? Venho acompanhando algumas dessas compras e decidi postar uma lista de produtos/marcas que mais fazem sucesso entre os brasileiros.

A primeira coisa que me chama a atenção entre as muambeiras que recebemos aqui em casa é: alguns produtos vendem para qualquer lugar do Brasil e outros são mais regionais. Por exemplo, sei de alguns tons de batons que fazem sucesso no sudeste e que não fazem sucesso em alguns estados de nordeste. É bom ter isso em mente na hora de comprar para revender.

Um outro ponto que eu considero que toda muambeira deveria prestar atenção é na procedência do produto: produtos no qual o cliente aplicará em seu corpo não pode ser comprado em qualquer lugar. Muita atenção na hora de comprarem xampu e cremes para o cabelo. Já li na net gente que comprou um produto e o cabelo começou a cair ou realmente teve uma queda feia. Os clientes devem comprar de pessoas no qual eles confiam. Isso garante a compra de um produto ORIGINAL e não réplica. Nada contra a venda de produtos réplicas, mas isso deve ser avisado ao cliente e ELE decidirá se quer ou não comprar a réplica ou o original.

Segue a lista dos produtos:

* AUSSIE: esse é o produto (de longe) o mais comprado. Esse produto para os cabelos promete e faz milagres 😉 Esses da foto são os que eu tenho em casa e uso 😉 Tem essa marca disponível para homens e crianças.

photo 2

* DESITIN: todas as mamães que eu já ajudei aqui com o enxoval levaram este produto. Eu pessoalmente uso no Lukinha desde o primeiro dia de vida dele. Eu tenho os dois potes e até já recomendei o produto para assaduras em adultos. SIM, ele também funciona em adultos (o da tampa azul, o da tampa roxa eu não sei dizer). Esses da foto são os potes do Lukinha!

photo 1

* LIME CRIME: dos produtos da área de maquiagem, considero este o campeão de vendas. Amado por umas e odiado por outras, esse é um produto que já vi muambeira comprar 20 e TODOS já estavam vendidos 😉

lime crime red velvet

* EOS: é uma manteiga de cacau que possui mais de 10 aromas diferentes. Ela dura bastante e hidrata os lábios. Pode levar na bolsa/mochila que ele não derrete. É usado por homens e mulheres. Eu uso esse produto até no meu filho de 3 anos (com a autorização do médico, é claro  😉  )

PRFM-196037  eos-lip-balm summer fruit

* TANGLE TEEZER: essa escovinha lançada por um inglês, já possui versões (além da traditional e dessa da segunda foto que é para bolsa) para ser usado após o banho de mar/piscina e também para crianças (é a florzinha da primeira foto).

photo-2

Tangle_Teezer_Compact_Styler_Leopard_1000__83838.1351001255.1000.1000

* Linha da NAKED (da marca URBAN DECAY): Naked, Naked 2 e Naked 3 (paletas em estojos grandes) e os estojos pequenos (naked basics e naked 2 basics). Já vi gente levar mais de 10 estojos e TODOS vendidos. O Naked 2 basics foi lançado no mês passado e ainda não é vendido em lojas no Brasil. Essa caixa mostrada na foto foi lançada semana passada e já está esgotada 😦

photo-3

* INFINITI PRO (CONAIR) CURL SECRET: o nome é grande, mas pela foto fica fácil de identificar. É aquela “máquina de fazer cachos”. Encontrada facilmente em grandes lojas e farmácias, foi levada por todas as muambeiras que ficaram aqui. A maioria desses produtos foram comprados na Best Buy aqui perto de casa.

curl hair

* RELÓGIOS: aqui vão as marcas que eu vejo que fazem mais sucesso – BULOVA, INVICTA, MICHAEL KORS, GSHOCK, TOMMY HILFIGER, FOSSIL, GUESS, SWATCH, LACOSTE, COACH

photo-1

* BOLSAS: MICHAEL KORS, CALVIN KLEIN, COACH e KIPLING

photo 3

* BATONS MAC: atualmente, a cor HEROINE tem vendido muito.

photo 5

* CROCS: com preços semelhantes aos do Brasil, a marca faz sucesso, mas acho que tem perdido um pouco o encanto dos brasileiros (por causa do preço e não do produto em si, que é muito bom). Minha loja preferida é aquela pertinho da Macy’s da Herald Square, na 34th (midtown)

photo 4

* VICTORIA’S SECRET: essa marca que já foi a marca número 1 de pedidos,  ainda faz sucesso mas não como fazia antigamente. A coleção deles mais conhecida vive inovando (e na minha opinião melhorando) e hoje muitos dos antigos cheiros já não são mais vendidos. Esse da foto é produto novo 😉

photo 2

* TÊNIS: marcas ASICS e MIZUNO para os tênis são as mais pedidas. Antes de encomendar um produto, entre no site americano dessas marcas e dê pelo menos umas 3 opções para a vendedora. Muita coisa disponível online não é facilmente encontrada nas lojas.

mizuno asics

* ROUPAS PARA CRIANÇAS: Carters é a mais pedida. Talvez isso aconteça porque é uma marca forte nos outlets e isso ajuda a difundir a marca. Não estou desmerecendo a marca (ela é boa), mas há outras tão boas quanto a Carters e com preços até melhores mas, como são desconhecidas dos brasileiros, acabam sendo deixadas para trás. A GAP também é uma marca que faz sucesso. A qualidade é melhor do que da Carters.

photo 1

* ROUPAS PARA ADULTOS: as marcas mais consumidas pelos brasileiros são as seguintes: GAP, Ralph Lauren, Diesel, Levis, Calvin Klein, Lacoste, Michael Kors, Tommy Hilfiger, entre outros.

photo-1

Planejo escrever pelo menos mais duas partes desse tema, pois deixei muita coisa de fora (para não deixar o post tãoooo longo) 😉

E você, tem mais alguma coisa a acrescentar? Fala aqui para a gente 🙂

Enxoval nos EUA: o dia em que a bolsa estourou – parte 2

Continuando o post sob a história da Márcia e do seu baby, segue a parte 2 🙂

“Poucos dias depois acordei mais ou menos as 8:30hs da manhã toda molhada, a cama estava ensopada, chamei meu marido que imediatamente ligou pra o ramal do quarto da guia responsável e esta imediatamente me levou ao hospital. Fui muito bem atendida no hospital. Como eu perdi muito líquido, meu atendimento acabou sendo muito rápido: em poucos minutos eu estava sendo operada.

Papais e baby

marcia 5

Meu bebê nasceu de cesárea, com 1kg e 600 gramas e medindo 45 centímetros. Ele foi transferido pra outro hospital, pois onde estávamos não tinha pediatria. Fiquei apenas aquela noite no hospital: recebi alta no outro dia ao meio-dia. Estava muito triste por não poder levar meu bebê. Ele precisou ficar na UTI, pois precisava ganhar peso. Apesar disso, ele estava bem.

Eu e ele no hospital

 

Como a imaginação das pessoas é fértil: depois que eu tive alta fui para o hotel e fiquei sabendo dos comentários acerca do meu parto. Imagina adolescente comentando o assunto, na Disney toda onde tinha brasileiro o assunto era esse, disseram até que o bebê nasceu na montanha russa, dá pra imaginar?? Escutei muita coisa!!!!!

Os dias foram passando e íamos visitar o nosso bebê no hospital. Nos dava muita tristeza toda vez que íamos embora e ele ficava lá. Nesse meio fizemos amigos que nos ajudaram, afinal a viagem estava acabando e nós teríamos que ficar por nossa conta, ou seja, SOZINHOS!!!

Fomos a Miami resolver a documentação do nosso filho. Decidimos que minha filha de 13 anos voltaria com o grupo de viagem, afinal ela teria que voltar pra escola. Ao chegar ao Brasil, ela foi direto para a casa da avó.

Maninha visitando o maninho no hospital

marcia 6

Nós voltamos pra Orlando onde conseguimos através de amigos ficar numa casa de apoio aos familiares de pacientes do hospital. O bom é que essa casa ficava ao lado do hospital, então nós íamos sempre visitar nosso menino de dia e de noite. Os pais podiam entrar quando quisessem, mas era preciso passar por diversas portas com interfones, atendentes e mil perguntas. Fazíamos tudo sozinhos, ou seja, lá íamos nós nos virando com o inglês , rsrsrs…

Nesse meio tempo, terminamos de comprar o enxoval do bebê. Fomos aos famosos outlets, no Flórida mall, na Toys “R” Us, na macrobaby, etc. Tenho que confessar que comprei coisas desnecessárias. Isso porque são tantas coisas lindas que você acaba exagerando na dose.

Depois de um mês, nosso bebê recebeu alta. Posso dizer que nesse dia fomos ao céu de tanta felicidade, já que enfim poderíamos voltar pra casa. Imagina a saudade de todos, principalmente da filhota que estava carente…e assim voltamos ao Brasil.

Mais uma foto nossa!

marcia 3

Meu filho está bem e crescendo forte e saudável, como é possível ver na foto 😉 “

marcia 7

Enxoval nos EUA: o dia em que a bolsa estourou – parte 1

Convidamos a nossa amiga Patrícia para contar a história do nascimento do filho mais novo dela. Ele nasceu durante uma viagem dela e da família para os EUA. Como a história é cheia de detalhes, decidimos que valia a pena contá-la em DOIS POSTS. Este é o primeiro 😉
“Gostaria de me apresentar: me chamo Patrícia, tenho 34 anos, sou psicóloga, tenho 2 filhos lindos e sou de Recife. Estou escrevendo esse post a convite da Cris. Conheci a Cris na internet e logo começamos a conversar sobre a cidade maravilhosa que é Nova York onde ela mora: em uma dessas conversas, relatei pra ela o fato do meu segundo filho ter nascido na Flórida, daí surgiu o convite e aqui estou eu contando um pouquinho dessa história.
Eu e meu marido na Disney
marcia

 

Bem, antes de mais nada, existia um sonho que não foi realizado na infância que era conhecer a Disney. Então resolvermos fazer essa tão sonhada viagem aproveitando que na época minha filha mais velha tinha 13 anos. Fomos a uma agência de viagem na qual meu marido tinha ido quando adolescente, compramos o pacote de viagem de 21 dias que incluía NY/Orlando/Miami. Escolhemos os opcionais, fizemos seguro saúde e decidimos tudo em dezembro de 2011. Optamos por um agência por diversos motivos na época: primeiramente, por meu marido super recomendar a empresa que já existia há anos trabalhando com esse tipo de pacote da Disney, por não dominarmos o idioma, por insegurança do desconhecido, etc. Não me arrependo de ter fechado com a empresa, mas depois desse dia só viajo sozinha: mesmo não dominando o inglês eu me viro muito bem, rsrsrs…. ahhh, recomendo viajarem sozinho, pois você tem muito mas liberdade pra fazer o que quiser e se precisar sempre tem o serviço de amigos brasileiros pra ajudar, como a Cris faz, vc irá aproveitar muito mais e economizar muito.
Eu e minha filha
image
Coincidentemente, eu fiquei sabendo depois que a filha da dona da agência estava grávida e ía fazer o enxoval lá também. Vale lembrar que quando pagamos o pacote, nós não sabíamos da gravidez: só descobrimos no final de janeiro. Foi tudo uma grande surpresa, um misto de sentimentos, medo, insegurança, mas principalmente muita alegria. E agora?! O que fazer?! Cancelar a tão sonhada viagem?! Adiar?! Pensamos e pensamos muito. Decidimos esperar e ver como a gravidez seguiria, pois minha primeira gravidez foi de risco (tive muitos problemas), mas como cada gravidez é única…só o tempo diria. Iniciei meu pré-natal e fui logo perguntando para a médica sobre a possibilidade de fazer a viagem. Ela disse que não teria problema desde que eu estivesse bem. Então, fomos esperando o tempo passar.
Graças a Deus, a minha gravidez foi super tranqüila, não senti nada e nem parecia que estava grávida. Então, foi se aproximando a data da viagem e a médica me liberou: ela me deu um atestado alegando meu bem-estar e que eu tinha condições de viajar. Lógico que nesse meio tempo, eu pesquisei muito na internet sobre o assunto gravidez, principalmente sobre a lista de artigos para bebê. Fiz a minha listinha e lá fomos nós rumo ao primeiro destino : Nova York. O embarque foi super tranqüilo, lembrando das orientações da médica, comprei uma meia-calça kendon que é recomendada para gestantes por causa da circulação e tempo longo do vôo. Também fui orientada a caminhar para ativar a circulação. Fiz tudo conforme recomendação médica, mas confesso que essa meia apertava muito. No fim da viagem, eu tirei a meia, pois não agüentava mais. O vôo foi super tranqüilo: como não consegui dormir, assisti dois filmes e li um pouco. Meu marido, minha filha de 13 anos e eu chegamos todos felizes na imigração: eu levando meu atestado, pensando que me pediriam, mas não solicitaram em nenhum momento: não sei se não perceberam que eu estava grávida porque minha barriga ficou espalhada (sou larga, então realmente não se percebia muito), além do que estávamos num grupo grande com muitos adolescentes.
Em Nova York foi tudo lindo e correu tudo bem: andamos muito, mas eu geralmente um pouco atrás por causa do peso e também do calor, pois fomos em julho e estava um calor terrível. Ficamos 4 dias em NY e depois fomos para Orlando. O vôo foi super rápido e foi tudo tranqüilo. Eu viajei no final dos 6 meses (quase 7 meses). No primeiro dia, fomos ao Epcot. Não agüentei fazer o parque todo (pois é muito grande) e acabamos voltando mais cedo para o hotel. Em um outro dia, fomos para Downtown, ao Walmart, em umas lojinhas brasileiras na International Drive e foi tudo ótimo. Comprei muitas coisas para o bebê já que no walmart tem muita coisa legal, principalmente da marca carter’s.
A turma toda na Disney
image
Poucos dias depois, eu acordei por volta das 8:30hs da manhã: estava toda molhada e a cama estava ensopada. Chamei meu marido e ele imediatamente ligou pra o ramal do quarto da guia responsável. Sem perder tempo, corremos todos para o hospital, pois não sabiamos qual era o meu estado e nem o do bebê”.

 

Produtos essenciais para a minha vida de mãe

Eu sei que é quase impossível numerarmos TUDO o que nos ajudou (e ainda ajuda) durante a criação dos nossos filhos.

Eu fiz uma lista de coisas que achei essenciais e que recomendo aos futuros papais que fazem compras comigo em Nova York:

 

* MORDEDOR COM CHEIRO:

Lukinha sofreu muito com o nascimento dos dentes e procurei, durante um bom tempo, um mordedor que eu achasse que seria ideal para ele. Um dia, li um review em uma revista sobre estes mordedores e resolvi testar. Eu e ele adoramos. Comprei 2 (pois só vendiam de dois) e ele usou os dois 🙂 O mordedor tem um cheirinho de baunilha que nunca acaba. O produto é importado da França:

mordedor

 

* OVELHINHA COM SONS:

Esta ovelhinha meu filho ganhou dos vizinhos que moravam no apartamento de cima e eu amei. Meu marido, na época, veio me dizer que os vizinhos escutavam o choro do Lukinha e deram um jeito saudável na situação. Pode ser 🙂 O mais interessante é que no primeiro mês minha mãe estava em NY comigo e, ELA também dormia com o barulhinho da ovelhinha. Ela gostou TANTO que comprou uma ovelha para ELA e levou para o Brasil…rs

É possível encontrar a ovelha em dois tamanhos. A do Lukinha era menor e ficava presa na ponta do berço dele. Quando ele já se mexia no berço e estava maior, ele mesmo ía lá e ligava a ovelha 😉 Um dos barulhos representa o barulho da água no útero materno. Esse é um produto que eu recomendo de olhos fechados.

ovelha

 

* SWADDLE:

Esse é o nome (em inglês) desse produto. Não sei dizer qual é o nome em português (se é que tem). Esse foi outro presente que eu ganhei. Desta vez, veio da minha ex-chefe americana e, segundo ela, é febre entre as mães aqui. Ela comprou de dois tamanhos diferentes e disse que seria muito útil. Infelizmente, demorei uns 2 meses e 1/2 para começar a usá-lo. No primeiro dia, meu filho dormiu A NOITE INTEIRA (não acordou para mamar). Achamos que era coincidência e usamos pela segunda noite seguida. A mesma coisa aconteceu! No terceiro dia, decidimos acreditar que era efeito do paninho e ele usou até o pano ficar pequeno e ele se acostumar a dormir a noite toda. Devo confessar que, no primeiro dia, fiquei um pouco angustiada de vê-lo com os bracinhos presos (não sufocado, claro!), mas como ele logo ficou calminho e dormiu profundamente, achamos que estava do agrado dele 😉 O único trabalho que se tem é colocar o bebê no saquinho. Depois de um tempo, meu filho aprendeu a tirar os braços lá de dentro e, mesmo assim, dormia tranquilo. Olhando para a foto abaixo, não parece que ele está tranquilo e confortável?! PS: não é preciso colocar o babador. Meu filho usava um porque tinha refluxo e vivia vomitando.

 

1619201_1413171708929527_336390556_n

 

* MAMADEIRA DA MARCA DR. BROWN

Lukinha ganhou do pai uma mamadeira desta marca. O produto foi comprado completamente ao acaso e, por fim, serviu perfeitamente. A mamadeira vem com um tipo de filtro no meio que evita cólicas no bebê. Tenho que confessar que eu era incrédula quanto a isso, mas por fim, parece que realmente funcionou. Lukinha teve cólica apenas nos primeiros dias de vida \O/ A única parte ruim desta mamadeira é que precisa ser limpa com mais cuidado do que as demais mamadeiras, principalmente no filtro que fica com resto de leite.

mamadeira

 

 

* ALMOFADA PARA AMAMENTAR

Esta almofada foi muito útil não apenas para dar a mamadeira para o Lukinha como também ajudou meu filho a dormir até quase 1 ano. Lukinha teve problema de refluxo e não podia dormir deitado na horizontal. Ele dormia quase sentado na almofada. O que eu mais gostei desta almofada é que era possível tirar a capa para lavar.

nursing pillow

 

 

* CADEIRINHA DE REFEIÇÃO PORTÁTIL

Ate hoje meu filho usa esta cadeirinha. Hoje ele mesmo sobe na cadeirinha e coloca o cinto. Esta cadeira vira uma maleta e pode ser levada para qualquer lugar. Outra vantagem é que, por ser de plástico, é muito fácil de limpar.

pTRU1-12470644enh-z6

 

* POTINHO PARA COLOCAR O LANCHINHO

Até hoje meu filho usa o potinho. Como ele come muito cheerios, eu coloco as bolinhas no copinho e ele TEORICAMENTE come de uma em uma, sem fazer muita sujeira. Eu falei teoricamente porque agora ele já aprendeu a levantar as abas do copo para poder pegar mais comida de uma vez 😉 O copinho vem com uma tampinha para manter o alimento protegido.

pTRU1-17010400enh-z6

 

* CREME PARA ASSADURA

Lukinha usou este creme desde os primeiros dias de vida e não teve problema algum. Nós compramos um pote exatamente como este e não nos arrependemos: este creme realmente funciona. Todas as vezes que Lukinha ficou assado (principalmente na época de troca de dentição), este creme funcionou perfeitamente. Eu passava o creme na pele irritada e na próxima troca de fralda não havia mais nada. Já foi usado para assadura em adulto e também funcionou. Enfim, é um creme para a família 🙂 Há a versão bisnaga para ser levada na bolsa.

 

 

pTRU1-8072204dt

 

À medida que eu for lembrando de mais algum problema, eu venho atualizar o post. E aguardem o post das comidas que meu filho ingere diariamente.

Aluga-se uma AMIGA LOCAL

A idéia de aluguel de amiga não é minha, mas é de uma brasileira 😉 Para não parecer que estou usando do nome como criação minha, decidi colocar aluguel de amiga local. Não sei se na prática muda muita coisa, mas enfim… 🙂

O trabalho começou da demanda de pessoas que vinham para a nossa hospedagem e queriam que disponibilizássemos este tipo de serviço também como parte do pacote. O serviço foi sendo divulgado e, hoje, ele é oferecido não apenas para quem está hospedado conosco, mas para qualquer viajante que deseje contratar o nosso serviço.

Eu nunca sei direito como denominar a atividade que eu faço atualmente. Como disse uma cliente, eu sou:

– Guia turística

– Intérprete

– Fotógrafa

– Amiga local

– Personal Shopper

Tudo isso NUM MESMO PACOTE 🙂

 

Como funciona o meu trabalho?

A pessoa interessada em me contratar entra em contato via e-mail (viajantesemmala@gmail.com) ou via facebook (http://www.facebook.com/viajantesemmala). Para poder fazer a cotação do serviço, eu peço para que seja enviado as seguintes informações:

– Período da viagem,

– Número de pessoas,

– Número de horas/dias

– Tipo de atividades que a pessoa pretende realizar na cidade (compras, passeios, etc)

 

Passeio com uma cliente pela Brooklyn Bridge

1069356_606385352774955_1052619052_n

 

Como eu calculo o valor do serviço?

O valor que eu repasso é o do meu trabalho e ele é calculado por hora. Tenho fechado pacotes de 6 horas diárias e ele custa atualmente U$180.00 por essas 6 horas. Quando eu faço a cotação, eu não incluo as atrações pagas. Esse valor é pago à parte e é decidido pelo cliente quais atividades pagas ele deseja fazer. A cotação é para passeios dentro dos 5 boroughs de NY (onde o metrô circula). Qualquer atividade que eu tenha que pagar extra (trem, ônibus interestadual, barco, avião, etc) é cobrado a parte.

Para os serviços em outlet, o valor é diferente.

O pagamento é feito pessoalmente, em dinheiro (dólar) ANTES de começar o passeio/compras.

 

O que costuma constar no contrato de serviço?

Além do já citado acima, o meu trabalho é o de servir de intérprete em qualquer atividade realizada (compras, passeios) bem como, junto ao cliente, preparar um roteiro personalizado que atenda a todas as demandas dele. Por morarmos em NY, possuimos alguns cartões de crédito que oferecem descontos em lojas como Macy’s, Gap, Banana Republic, Victoria’s Secret e podem ser usados com o cliente no momento das compras. Estes preços são pelo serviço, EXCLUINDO os tickets para os passeios pagos, o transporte do cliente (metrô) e a alimentação.

Quando o cliente contrata o serviço para compras, será levado para as melhores lojas (leia-se: com melhores descontos), onde a guia servirá como intérprete e ajudará com dicas de compras.
O horário contratado será pelo dia utilizado e não pode ser acumulado para o dia seguinte.
Sobre a alimentação: o(s) cliente pode convidar a amiga local para uma refeição OU ela tirará 30 minutos do horário de passeio para fazer a sua refeição (o cliente terá essa meia hora sozinho para fazer a sua refeição também).

 

(* Carregar malas e sacolas não faz parte do serviço).

 

Qual o perfil das pessoas que contratam o serviço?

– Pessoas que não falam inglês

– Viajantes que chegam sozinhos  a cidade

– Pessoas que querem praticar o português (não-brasileiros)

– Famílias ou grupos que planejam visitar a cidade com uma pessoa local

 

Esta atividade tem sido muito prazerosa e eu tenho conhecido pessoas muito interessantes ao longo dessa experiência. Espero que continue assim 😉 ❤

Nosso Aluguel de Quarto em Nova York

Post atualizado em 26 de janeiro de 2018

Não somos hotel. Nunca pretendemos ser. E nunca seremos 🙂 Isso é o que nos define. O quarto que alugamos é uma extensão do resto do apartamento. Não vivemos no luxo e o quarto segue os padrões do resto da casa. A experiência que se tem aqui é a mesma que o hóspede teria caso estivesse dormindo na casa dos seus amigos, só que pagando 🙂

O nosso apartamento, assim como milhares de apartamentos em NY, é bastante antigo (se eu disser que ele é de 1904, você acredita?!). O prédio não possui elevador e nem zelador. Não é preciso se preocupar muito com peso de mala, pois moramos no primeiro andar e não há tanta escada assim. Os vizinhos são super discretos e raramente o hóspede cruzará com eles (tem horas que parece que o prédio é abandonado). A vizinhança é calma e, comumente, o único barulho que se ouve é o da sirene do bombeiro ou da polícia (porque temos um batalhão e uma delegacia bem pertinho de casa). NADA que tire o nosso sono e BEM MAIS TRANQUILO do que dormir em Manhattan.

O banheiro é dividido comigo, meu marido e meu filho de 6 anos. Até hoje nunca tivemos problemas em relação a isso (pelo menos, não que alguém tenha reclamado…rs). Banheiro dentro do quarto é um luxo em NY (assim como elevador e porteiro).

A cozinha pode ser utilizada (geladeira e congelador), mas não o fogão/forno. Um microondas fica dentro do quarto e pode ser usado a qualquer hora do dia e da noite (ele é de uso exclusivo do hóspede).

Não nos incomodamos com hora de entrada e saída de ninguém: o hóspede fica com uma cópia da chave e faz o seu próprio horário (no caso de perda da mesma, elas serão providenciadas e pagas pelo hóspede).

O maior medo dos hóspedes é passar frio no inverno. Posso garantir que o apartamento é bem quentinho e mantenho TRÊS edredons no quarto (neste inverno os hóspedes dormiram com apenas UM). O hóspede também não passará frio para tomar banho.

Na nossa vizinhança, há supermercados próximos do nosso apê e lugares para se comer a qualquer hora. Ninguém morre de fome aqui 🙂

Os quartos da casa são bem independentes e não costumamos escutar nenhum barulho advindo do quarto. O banheiro fica do lado do quarto de hóspedes, o que facilita bastante a vida do viajante. Não temos sala e nem mesa de jantar na cozinha. Fornecemos toalha e roupa de cama (um peso a menos para trazer na mala).

Aqui na vizinhança encontra-se inúmeras lojas bacanas: GAP/GAP KIDS, Victoria’s Secret, Best Buy (megastore de eletrônicos), Old Navy (da rede da GAP), Guitar Center (loja de instrumentos musicais), Lojas de telefonia (Verizon, AT&T, Sprint, Metropcs), Marshalls, Conway, Modells (loja de materiais esportivos), Pay Less (loja de sapatos), Footlocker (loja esportiva), Staples (papelaria), Michaels, New York Company (roupa), etc. Há muitas lojinhas pequenas e que oferecem ótimas opções de compra.

A região de Astoria, onde moramos, é uma região conhecida por seus restaurantes, principalmente os gregos, italianos e brasileiros:

  • Para aqueles que amam café, temos por exemplo, o Starbucks e Dunkin Doughnt.
  • Para quem gosta de junk food, temos: Mc Donald’s, Burger, Subway, Taco Bell, Pizza Hut, KFC, Popeyes, Domino’s pizza, Papa Johns, etc.

Moramos numa região onde utilizamos o metrô ou ônibus para ir a Manhattan (8 minutos para o Central Park e 15 minutos para a Times Square). É possível utilizar o metrô M (linha laranja), N, R e Q (linha amarela). O N e o Q você pode pegar na estação Astoria Boulevard (ou na 30 ave) e o R e o M você pode pegar na estação 46 st ou na estação Steinway. A estação mais próxima fica a 8 minutos e, na volta, utilizando o metrocard ilimitado, o hóspede pode pegar o ônibus e parar na esquina de casa (sem pagar nem 1 centavo a mais por isso). Moramos quase na mesma rua do aeroporto LAGUARDIA (de táxi não dá nem 15 min) e é possível chegar aqui de ônibus, se quiser. Para o JFK, moramos na metade do caminho (comparado a Manhattan) e é possível chegar de metrô.

O nosso quarto conta com:

–       1 cama de casal,

–       1 ventilador de teto (e um portátil)

–       2 aquecedores,

–       1 cadeira dobrável (para você aproveitar o espaço),

–       1 mesa portátil para refeição,

–       Ganchos atrás da porta (com cabides) e na parede

–       1 garrafa de água (que é abastecida a pedido do hóspede) e utensílios como garfo, faca, colher, prato e copo

*** Temos internet na casa e o hóspede pode usufruir da mesma durante toda a sua estadia.

Algumas das nossas principais regras:

–       É expressamente PROIBIDO fumar no quarto ou nas dependências do prédio (ordens do dono do prédio). Muitos locais em NY possuem as mesmas regras. Quem quiser fumar, pode fazer na calçada do prédio. Também é proibido o uso de drogas.

–   É PROIBIDO trazer pessoas para o quarto, mesmo que por alguns minutos (só entra em casa aquelas pessoas que estão alugando o quarto)

– É proibido cozinhar, ou seja, utilizar fogão, forno ou microondas da cozinha. CONTUDO, a geladeira pode ser utilizada.

–  Não fornecemos shampoo, sabonete ou outros produtos de higiene pessoal. Isso é responsabilidade do hóspede.

–   Não hospedamos pessoas com animais de estimação (é proibido no prédio).

–    Não possuímos máquina de lavar e secar roupa. Contudo, há uma lavanderia próxima ao meu prédio no qual as máquinas são operadas com moeda. Para aqueles que desejarem, realizamos este serviço por um custo adicional.

–   Sobre as compras online para entregar aqui em casa: PROIBIDO. Não temos porteiro no prédio e já tivemos encomendas furtadas. Os entregadores não tocam a campainha e simplesmente jogam o pacote no chão em frente ao meu prédio. Sugiro que façam a compra e coloquem o PICK UP para buscar na loja ou, no caso da Amazon, existe um locker que fica a uns 15 min de distância, em um posto de gasolina, no qual pode-se retirar o produto em uma máquina. É super prático e nós costumamos utilizar esta forma de entrega. Se mesmo assim o hóspede decidir arriscar a entrega aqui em casa,

– O hóspede terá disponível no quarto cupons de passeios, compras e restaurantes. Uma vez que o hóspede faça a reserva do quarto, ajudamos com o roteiro de NY bem como fornecemos explicação detalhada de como utilizar o metrô.

VALORES DA DIÁRIA DO QUARTO: (para hospedagem a partir do dia 1 de Janeiro de 2014 e válida para qualquer dia do ano)

U$55.00 para 1 pessoa

U$100.00 para 2 pessoas (U$50.00 por pessoa)

U$135.00 para 3 pessoas (U$45.00 por pessoa) – neste caso, uma pessoa dormirá em um colchão de ar (casal) a ser colocado ao lado da cama.

PS: NÃO DAMOS DESCONTO. O VALOR É O CITADO ACIMA INDEPENDENTE DO NÚMERO DE DIAS.

CHECK IN – todos os dias da semana, à partir das 15:00 (horário local)

CHECK OUT – todos os dias da semana, às 11:00 a.m (horário local)

Por check in, entende-se o(a) hóspede chegar com a(s) sua(s) mala(s) e deixá-las aqui em casa, independente de já dormir ou tomar banho. Neste momento, ele(a) receberá a chave e deverá efetuar o pagamento.

Por check out, entende-se o(a) hóspede pessoa sair de casa com as malas e entregar a chave.

Para os hóspedes que desejarem chegar antes do horário do CHECK IN ou saírem depois do horário de CHECK OUT, cobramos 1/2 diária do quarto (para cada período a mais).

Existe um post que foi escrito por uma ex-hóspede nossa no blog dela: http://gabypelomundo.blogspot.com/2013/09/pense-fora-da-caixinha-e-hospede-se-no.html?showComment=1383680659092#c7998441073445969003

Além do aluguel do quarto, também fazemos serviço de translado do aeroporto e personal shopper por um preço adicional. Este serviço é oferecido também para quem não fica aqui em casa 😉

Ah, aqui em casa falamos inglês e português com o nosso filho. O hóspede pode escolher qualquer um dos dois idiomas para se comunicar conosco.

Para os interessados em maiores informações, favor enviar mensagem para o nosso endereço: viajantesemmala@gmail.com.

Fizemos um vídeo do quarto e publicamos no nosso canal do youtube:

Vejo vocês no próximo post! Byyyyeeeeee

Facebook: http://www.facebook.com/viajantesemmala 

Instagram: http://www.instagram.com/viajantesemmala (ou @viajantesemmala)