Enxoval nos EUA: o dia em que a bolsa estourou – parte 1

Convidamos a nossa amiga Patrícia para contar a história do nascimento do filho mais novo dela. Ele nasceu durante uma viagem dela e da família para os EUA. Como a história é cheia de detalhes, decidimos que valia a pena contá-la em DOIS POSTS. Este é o primeiro 😉
“Gostaria de me apresentar: me chamo Patrícia, tenho 34 anos, sou psicóloga, tenho 2 filhos lindos e sou de Recife. Estou escrevendo esse post a convite da Cris. Conheci a Cris na internet e logo começamos a conversar sobre a cidade maravilhosa que é Nova York onde ela mora: em uma dessas conversas, relatei pra ela o fato do meu segundo filho ter nascido na Flórida, daí surgiu o convite e aqui estou eu contando um pouquinho dessa história.
Eu e meu marido na Disney
marcia

 

Bem, antes de mais nada, existia um sonho que não foi realizado na infância que era conhecer a Disney. Então resolvermos fazer essa tão sonhada viagem aproveitando que na época minha filha mais velha tinha 13 anos. Fomos a uma agência de viagem na qual meu marido tinha ido quando adolescente, compramos o pacote de viagem de 21 dias que incluía NY/Orlando/Miami. Escolhemos os opcionais, fizemos seguro saúde e decidimos tudo em dezembro de 2011. Optamos por um agência por diversos motivos na época: primeiramente, por meu marido super recomendar a empresa que já existia há anos trabalhando com esse tipo de pacote da Disney, por não dominarmos o idioma, por insegurança do desconhecido, etc. Não me arrependo de ter fechado com a empresa, mas depois desse dia só viajo sozinha: mesmo não dominando o inglês eu me viro muito bem, rsrsrs…. ahhh, recomendo viajarem sozinho, pois você tem muito mas liberdade pra fazer o que quiser e se precisar sempre tem o serviço de amigos brasileiros pra ajudar, como a Cris faz, vc irá aproveitar muito mais e economizar muito.
Eu e minha filha
image
Coincidentemente, eu fiquei sabendo depois que a filha da dona da agência estava grávida e ía fazer o enxoval lá também. Vale lembrar que quando pagamos o pacote, nós não sabíamos da gravidez: só descobrimos no final de janeiro. Foi tudo uma grande surpresa, um misto de sentimentos, medo, insegurança, mas principalmente muita alegria. E agora?! O que fazer?! Cancelar a tão sonhada viagem?! Adiar?! Pensamos e pensamos muito. Decidimos esperar e ver como a gravidez seguiria, pois minha primeira gravidez foi de risco (tive muitos problemas), mas como cada gravidez é única…só o tempo diria. Iniciei meu pré-natal e fui logo perguntando para a médica sobre a possibilidade de fazer a viagem. Ela disse que não teria problema desde que eu estivesse bem. Então, fomos esperando o tempo passar.
Graças a Deus, a minha gravidez foi super tranqüila, não senti nada e nem parecia que estava grávida. Então, foi se aproximando a data da viagem e a médica me liberou: ela me deu um atestado alegando meu bem-estar e que eu tinha condições de viajar. Lógico que nesse meio tempo, eu pesquisei muito na internet sobre o assunto gravidez, principalmente sobre a lista de artigos para bebê. Fiz a minha listinha e lá fomos nós rumo ao primeiro destino : Nova York. O embarque foi super tranqüilo, lembrando das orientações da médica, comprei uma meia-calça kendon que é recomendada para gestantes por causa da circulação e tempo longo do vôo. Também fui orientada a caminhar para ativar a circulação. Fiz tudo conforme recomendação médica, mas confesso que essa meia apertava muito. No fim da viagem, eu tirei a meia, pois não agüentava mais. O vôo foi super tranqüilo: como não consegui dormir, assisti dois filmes e li um pouco. Meu marido, minha filha de 13 anos e eu chegamos todos felizes na imigração: eu levando meu atestado, pensando que me pediriam, mas não solicitaram em nenhum momento: não sei se não perceberam que eu estava grávida porque minha barriga ficou espalhada (sou larga, então realmente não se percebia muito), além do que estávamos num grupo grande com muitos adolescentes.
Em Nova York foi tudo lindo e correu tudo bem: andamos muito, mas eu geralmente um pouco atrás por causa do peso e também do calor, pois fomos em julho e estava um calor terrível. Ficamos 4 dias em NY e depois fomos para Orlando. O vôo foi super rápido e foi tudo tranqüilo. Eu viajei no final dos 6 meses (quase 7 meses). No primeiro dia, fomos ao Epcot. Não agüentei fazer o parque todo (pois é muito grande) e acabamos voltando mais cedo para o hotel. Em um outro dia, fomos para Downtown, ao Walmart, em umas lojinhas brasileiras na International Drive e foi tudo ótimo. Comprei muitas coisas para o bebê já que no walmart tem muita coisa legal, principalmente da marca carter’s.
A turma toda na Disney
image
Poucos dias depois, eu acordei por volta das 8:30hs da manhã: estava toda molhada e a cama estava ensopada. Chamei meu marido e ele imediatamente ligou pra o ramal do quarto da guia responsável. Sem perder tempo, corremos todos para o hospital, pois não sabiamos qual era o meu estado e nem o do bebê”.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s