O Que Fazer Quando Enganam Você nos EUA?

why_is_mommy_so_mad

 

Olá Pessoal!

Ontem, uma ex-hóspede e agora amiga 🙂 me mandou mensagem contando que contratou os serviços de uma brasileira nos EUA para preencher os formulários do green card para ela. O valor cobrado foi de U$250.00 e o contato todo foi feito via internet e telefone.

Pois bem, ontem minha amiga mandou mensagem dizendo que a mulher preencheu o questionário errado, inclusive com erro de digitação. Quando a cliente foi reclamar do serviço, a mulher disse que estava “treinando uma pessoa para preencher os formulários”. Páaaaaaaara tudo!!! Você está treinando alguém e não vai revisar o trabalho dessa pessoa????!!! Sorry, mas essa não cola. Em um outro momento, ela afirmou que o processo da cliente foi muito difícil, como se isso justificasse os vários erros. Eu não sei que tipo de cliente ela pega, mas a cliente em questão casou (de verdade) com um americano e agora quer o green card para poder trabalhar. Nada mais justo. Se você, prestadora do serviço, acha que o caso é muito difícil para você, é bem fácil resolver: peça desculpas a cliente, devolva o dinheiro e deixe que ela procure alguém que saiba fazer.

O pior da história é que a mulher, além de pilantra, foi grosseira e jogou a “culpa” de tudo nas costas da cliente, dizendo que a cliente mandava muitos e-mails com perguntas. Oi?!

Só para deixar claro: a brasileira que “estava cuidando caso”, ou melhor, que fingiu cuidar do caso, NÃO É ADVOGADA. Na verdade, quem já pediu green card sabe que NÃO É PRECISO CONTRATAR UM ADVOGADO PARA FAZER O PROCESSO. É possível fazer tudo sozinha. Mas, o governo aqui adora papel e é muita coisa para responder naqueles formulários. Por isso, minha amiga pagou alguém para ajudá-la no preenchimento. Fez isso porque queria ter a certeza de que tudo sairia direitinho. Infelizmente, não foi o que aconteceu 😦

Ela tem tudo documentado em e-mails e prometeu que escreverá um post contando essa história, inclusive com o nome da tal brasileira (que mora em Houston), para que NINGUÉM caia no conto do vigário. Eu não sei de vocês, mas U$250.00 para mim é bastante dinheiro 😦

A minha mensagem para vocês, depois de mostrar esta história aqui, é a seguinte: tem muito pilantra nos EUA. E não estou falando que é só brasileiro: nós mesmos tivemos problemas com um contador americano, por exemplo. E olhe que ele veio super recomendado por uma amiga que já havia usado os serviços dele várias vezes.

Pesquise bem sobre o profissional, veja se tem mesmo a licença que diz que tem, veja os reviews do serviço, pergunte nos grupos do facebook. E se, por fim, não der certo, DENUNCIE! Não só no facebook, mas na polícia. Tente fazer os contatos com a pessoa via e-mail/mensagem para que fique tudo documentado. Mesmo estando ilegal, se uma pessoa for enganada por outra, ela deve ir sim procurar a polícia. Em teoria, a polícia não quer saber o seu estado imigratório (sempre que eu procurei a polícia aqui, nunca me perguntaram se eu era legal ou não).

Também é possível levar o caso para a corte. Este tipo de malandragem se chama SCAM e no caso, essa mulher é uma SCAMMER.

Para quem quiser saber um pouco mais sobre esse assunto de scam, é só entrar nesse site: https://www.usa.gov/stop-scams-frauds (atenção: este site não é o site oficial do governo)

Pedi a uma amiga para ajudá-la e agora vamos ver se sai ou não sai esse GC 🙂

Aguardem…mais notícias sobre esse caso serão postadas aqui no blog.

Vejo vocês no próximo post! Byeeeeeeeee

http://www.facebook.com/viajantesemmala

http://www.instagram.com/viajantesemmala

 

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s